COM A PALAVRA, O GÊNIO

Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Temos como único objetivo manter vivo o legado de Michael Jackson.

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

O GÊNIO E SUA INSPIRAÇÃO: JAMES BROWN

 

Michael idolatrava James Brown. Quando James morreu - dezembro de 2006 - Michael fez questão de prestar-lhe uma última homenagem com um discurso emocionado, revelando ser James Brown, sua maior inspiração.

Michael disse:

"O que eu vou dizer será breve, porém, direto. James Brown é minha maior inspiração. Desde que eu era criança, não mais de seis anos, minha mãe me acordava - não importava que horas eraam, se stava dormindo, não importava o que estava fazendo - para ver na televisão o Mestre em seu trabalho.

E quando eu o vi se movendo, fiquei impressionado!
Nunca vi um artista se apresentando como James Brown e, no mesmo momento, eu já soube exatamente o que eu queria fazer pelo resto da vida por causaa de James Brown.

James Brown, sentirei sua falta e eu te amo muito...
Obrigado por tudo. Deus te abençoe."

Os dois subiram no palco juntos em diversas ocasiões como, por exemplo, em 1983 e em 2003. 

Em 1983, James disse que Michael era uma nova inspiração que havia surgido, chamou-o de humilde e talentoso e pediu que Michael fosse até o palco dizer alguma coisa. Michael, timidamente foi até lá e fez um breve agradecimento cantando e dançando em homenagem ao ídolo.

Em 2003, foi a vez de Michael rasgar elogios a James referindo-se a ele, de forma emocionada, como um gênio.

MICHAEL E JAMES BROWN EM 1983


MICHAEL E JAMES BROWN EM 2003


Nenhum comentário:

Postar um comentário