COM A PALAVRA, O GÊNIO

Os conteúdos expostos nesta página não têm fins lucrativos. Temos como único objetivo manter vivo o legado de Michael Jackson.

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

O GÊNIO E SUA POESIA


"PLANET EARTH"
Planet Earth, my home, my place
A capricious anomaly in the sea of space
Planet Earth are you just
Floating by, a cloud of dust
A minor globe, about to bust
A piece of metal bound to rust
A speck of matter in a mindless void
A lonely spaceship, a large asteroid

Cold as a rock without a hue
Held together with a bit of glue
Something tells me this isn't true
You are my sweetheart soft and blue
Do you care, have you a part
In the deepest emotions of my own heart
Tender with breezes caressing and whole
Alive with music, haunting my soul.

In my veins I've felt the mystery
Of corridors of time, books of hisotry
Life songs of ages throbbing in my blood
Have danced the rhythm of the tide and flood
Your misty clouds, your electric storm
Were turbulent tempests in my own form
I've licked the salt, the bitter, the sweet
Of every encounter, of passion, of heat
Your riotous color, your fragrance, your taste
Have thrilled my senses beyond all haste
In your beuaty, I've known the how
Of timeless bliss, this moment of now

Planet Earth are you just
Floating by, a cloud of dust
A minor globe, about to bust
A piece of metal bound to rust
A speck of matter in a mindless void
A lonely spacship, a large asteroid
Cold as a rock without a hue
Held together with a bit of glue
Something tells me this isn't true
You are my swweetheart gentle and blue
Do you care, have you a part
In the deepest emotions of my own heart
Tender with breezes caressing and whole
Alive with music, haunting my soul.
Planet Earth, gentle and blue
With all my heart,
I love you

TRADUÇÃO

"PLANETA TERRA"
Planeta Terra, minha casa, meu lugar
Uma caprichosa anomalia no mar de espaço
Planeta Terra, você fica apenas
Flutuando aí, uma nuvem de poeira
Um globo inferior, pronto para se despedaçar
Um pedaço de metal, se tornando enferrujado
Uma pinta de importância em uma vazia insensatez
Uma solitária nave espacial, um enorme asteróide

Frio como uma rocha sem cor
Unidas com um pouco de cola
Algo me diz que isso não é verdade
Você é minha querida macia e azul
Você se importa, tenha uma parte
Nas profundas emoções do meu coração
Tenro com a brisa carinhosa e inteira
Vivo com música, assombrando

Em minhas veias eu sinto o mistério
Dos corredores do tempo, dos livros de história
A vida canta de épocas vibrando em meu sangue
Tem dançado o ritmo da maré e da enchente
Suas misteriosas nuvens, suas elétricas tempestades
Foram tempestades turbulentas em minha própria forma
Eu experimentei o salgado, o amargo, o doce
De cada encontro, de paixão, de calor
Sua cor desordeira, sua fragrância, seu sabor
Tem emocionado meus sentidos além de toda pressa
Em sua beleza eu conheço a maneira
Da brisa eterna, deste momento de agora

Planeta Terra, minha casa, meu lugar
Uma caprichosa anomalia no mar de espaço
Planeta Terra, você fica apenas
Flutuando aí, uma nuvem de poeira
Um globo inferior, pronto para se despedaçar
Um pedaço de metal, se tornando enferrujado
Uma pinta de importância em uma vazia insensatez
Uma solitária nave espacial, um enorme asteróide
Frio como uma rocha sem cor
Unidas com um pouco de cola
Algo me diz que isso não é verdade
Você é minha querida macia e azul
Você se importa, tenha uma parte
Nas profundas emoções do meu coração
Tenro com a brisa carinhosa e inteira
Vivo com música, assombrando minha alma
Planeta terra, gentil e azul
De todo o meu coração
Eu te amo

Comentário: Este poema, agora declamado por Michael no filme "This is it", também faz parte do encarte do álbum "DANGEROUS" de 1991.
Este poema vem a ratificar a preocupação que Michael sempre mostrou, também, em relação às questões ambientais.

Nenhum comentário:

Postar um comentário